Trabalhar como afiliado ainda vale a pena no marketing digital?

Trabalhar como afiliado ainda vale a pena no marketing digital?

Com certeza ainda vale a pena trabalhar como afiliado. Porém, com este mercado vem se profissionalizando a cada ano que passa, isso exige estudo e qualificação para os novos profissionais do marcado.

Segundo especialistas, o mercado de afiliado é uma tendência no Brasil. Mas, ainda é pouco explorado por aqui, se comparado com o quão grande ele é mundo a fora.

Ou seja, ainda tem muitas oportunidades para novos empreendedores digitais.

Para iniciar neste mercado é importante entender alguns conceitos importantes:

– O que é ser afiliado

– Como criar uma estrutura digital

– Como funcionam as plataformas e ferramentas de trabalho

– Como gerar tráfego pago e orgânico

Esta é base para iniciar uma jornada como afiliado e ter os primeiros resultados. Vou aprofundar cada um destes pontos neste artigo.

Trabalhar como afiliado

O papel de um afiliado, é recomendar produtos e serviços de terceiros, para uma audiência já engajada com o nicho deste produto.

Sendo assim, o afiliado não um “vendedor” porta a porta. O papel de um afiliado é apresentar e divulgar o produto. A responsabilidade de vender é do produtor (dono do produto) e, no caso de produtos físicos, a responsabilidade da venda é da loja que tem o produto.

Vamos a um exemplo prático!

Se você se afiliar a Amazon, e divulgar o link de um notebook no valor de R$3500,00 ideal para trabalhar.

Se eu assistir ao seu vídeo, clicar no seu link de afiliado e comprar este notebook, eu comprei de você ou comprei da Amazon?

Neste caso, eu comprei o notebook com a Amazon e não com você. Ou seja, você não foi o responsável pela transação de compra e venda.

Desta forma, qualquer problema que eu venha a ter eu vou contatar a Amazon e não você.

Isso também serve para produtos digitais como e-books, cursos, plataformas e ferramentas que trabalham com o modelo de afiliação.

Como criar uma estrutura digital

Estrutura digital é a organização de todos os processos necessários para você vender e escalar o seu projeto online.

Trabalhar como afiliado, vai muito além de pegar links e promover com tráfego pago. Este é apenas um processo, que muitas vezes requer a utilização de várias ferramentas para criação de conteúdos e análise de dados.

Para criar uma estrutura digital partindo do zero, considerando que irá começar sozinho o básico é o seguinte:

– Escolha um nicho e faça uma analise geral dele

– Defina as plataformas (site, redes sociais, YouTube)

– Estude as ferramentas ADS do Google e Facebook

– Entenda as ferramentas de automação

– Defina uma rotina de análise e criação de conteúdo

Depois disso, você precisa ter a visão das principais métricas do seu negócio online, para ter noção do que está dando resultado, onde precisa melhor e onde dedicar mais esforços.

Algumas das principais métricas são:

– Impressões

– CTR

– CAC

– LTV

– Retenção

Estas são algumas das métricas que você precisa saber analisar na sua estrutura digital. Não bastar ter uma estrutura, você precisa fazer gestão dela se deseja escalar.

Como funcionam as plataformas e ferramentas para afiliados

Atualmente, são várias as plataformas que oferecem modelos de afiliação para empreendedores digitais. São diversos os produtos físicos e digitais disponíveis nos mais variados nichos.

Entre os mais conhecidos estão:

Parceiro Magalu

Associados Amazon

Eduzz

Hotmart

Estas são plataformas para afiliados escolherem bons produtos para trabalhar.

Agora vamos a algumas ferramentas de trabalho para afiliados:

– Notion (organização de tarefas)

– Evernote (organização de tarefas e anotações)

– Instagram (marketing e vendas)

– Facebook ADS (marketing, vendas e gestão)

– SemRush (SEO, pesquisa e análise)

– CANVA (criação de conteúdo)

Estas são as principais plataformas e ferramentas para afiliados e suas finalidades.

Como gerar tráfego pago e orgânico

Existem duas formas de você conseguir mais cliques no seu link de afiliado. Umas delas é por meio de tráfego pago, que é quando você paga para as plataformas divulgarem o seu conteúdo.

E a outra forma é por meio de tráfego orgânico, que é quando você cria conteúdos para ser encontrado por meio dos mecanismos de busca. Se você pesquisou no Google sobre “como trabalhar como afiliado” e encontrou este artigo, você chegou até aqui de forma orgânica.

O ideal é definir estratégias para trabalhar das suas formas. Assim você diversifica os meios de ser encontrado pelo público do seu nicho.

Para gerar tráfego pago:

– Estude o Facebook ADS

– Estudo o Google ADS

Para gerar tráfego orgânico:

– Estude o YouTube

– Estude SEO para sites e blog

Agora, tome muito cuidado para não acreditar neste MITO: Estratégias de SEO para Instagram, para aumentar o alcance, engajamento e tráfego orgânico.

Isso não existe! SEO significa (otimização para os mecanismos de buscas). Ou seja, na internet existem dois principais mecanismos de buscas, são eles o Google e o YouTube. Sendo assim, SEO são estratégias focadas nestes dois buscadores.

No marketing digital as redes sociais são ferramentas complementares. Servem para você divulgar o que você faz fora delas e manter o contato com o seu público. Já expliquei aqui no site como criar um perfil profissional no Instagram.

Mas, para utilizá-las de forma profissional você precisa pagar para ter maior alcance. Diferente do Google e YouTube que entrega o seu conteúdo como respostas de pesquisas.

Qual o investimento para trabalhar com afiliação

É possível iniciar sem investir nada e ter bons resultados. Para isso, basta você direcionar o público para uma zona de conversão. No caso, são as páginas de vendas dos produtos que são oferecidas gratuitamente pelas plataformas.

Para atrair as pessoas você pode utilizar o YouTube, Instagram e o Facebook (páginas e grupos).

Esta é forma que muitos utilizam no início, para ter os primeiros resultados sem investir nenhum dinheiro.

Posteriormente, quando os primeiros resultados começam a aparecer, alguns empreendedores investem em tráfego pago, ferramentas pagas e terceirização de alguns serviços.

Considerações finais

Certamente, vale a pena trabalhar como afiliado se seguir esta estrutura apresentada no artigo.

Este é um mercado que vem crescendo e se consolidando no Brasil. Atualmente existem empresas e agencias especializadas neste mercado, focadas em ajudar empreendedores digitais a construírem uma estrutura cada vez mais profissional.

Afinal, como pode perceber esta atividade vai muito além, de pegar um link e investir em tráfego pago.

Seguindo estes passos apresentados, que não são poucos, você vai iniciar do jeito certo.

Lucas Menezes

Olá, meu nome é Lucas Menezes do site Under Miusic e eu tenho 33 anos. Sou produtor de conteúdo, publicitário e especializado em produção de conteúdo web. Além deste site eu tenho o canal no YouTube "Under Miusic" com vários vídeos sobre Marketing Musical.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *