Como Criar Conteúdo Cativante que Converte

Como Criar Conteúdo Cativante que Converte

Neste artigo, eu vou te dar 5 dicas de estratégia de criação de conteúdo que vão te ajudar a atrair, engajar e converter seus potenciais clientes nas redes sociais.

Muitos explicam como criar conteúdo para vender pela internet. Mas, poucos explicam os conceitos e estratégias que existem para isso.

De fato, não é só criar conteúdos, postar e esperar as vendas caírem. Existem estratégia e metodologia por trás deste trabalho, vamos explicar alguns destes processos neste artigo.

1. Como criar conteúdo: Conheça seu público-alvo

A primeira dica é conhecer bem o seu público-alvo, ou seja, as pessoas que têm interesse no seu produto ou serviço. Você precisa saber quem são elas, o que elas querem, quais são seus problemas, suas dores, seus desejos e suas necessidades.

Assim, você poderá criar conteúdo que fale diretamente com elas, que mostre que você entende seus problemas e que ofereça soluções. Você também poderá segmentar seu conteúdo de acordo com o perfil, o comportamento e o estágio de compra do seu público.

Por exemplo, se você vende cursos online de idiomas, você pode criar conteúdos diferentes para quem está começando a aprender uma língua, para quem já tem um nível intermediário ou avançado, ou para quem quer se preparar para um teste de proficiência.

2. Defina seus objetivos e métricas

A segunda dica é definir seus objetivos e métricas para cada conteúdo que você criar. Você precisa saber o que você quer alcançar com o seu conteúdo e como você vai medir os resultados.

Os objetivos podem ser variados, como aumentar o reconhecimento da sua marca, gerar tráfego para o seu site, capturar leads, educar o mercado, nutrir relacionamentos, gerar vendas, fidelizar clientes, etc.

As métricas são os indicadores que vão te mostrar se você está atingindo ou não os seus objetivos. As métricas podem ser quantitativas ou qualitativas, como número de visualizações, curtidas, comentários, compartilhamentos, cliques, inscrições, conversões, retenção, satisfação, etc.

Por exemplo, se você quer gerar leads com o seu conteúdo, você pode definir como objetivo capturar o e-mail dos seus visitantes em troca de um material rico, como um e-book ou um webinar. E você pode medir o sucesso desse conteúdo pelo número de downloads ou inscrições que ele gerou.

3. Escolha os formatos e canais adequados

A terceira dica é escolher os formatos e canais adequados para cada conteúdo que você criar. Você precisa saber quais são os formatos e canais que mais se adaptam ao seu produto, ao seu público e ao seu objetivo.

Os formatos podem ser variados, como texto, imagem, vídeo, áudio, infográfico, animação, quiz, etc. Os canais podem ser variados também, como blog, site, e-mail, Instagram, YouTube, Facebook, etc.

Você deve escolher os formatos e canais que mais combinem com a sua mensagem e que mais atraiam a atenção do seu público. Você também deve levar em conta as características e as regras de cada canal na hora de criar o seu conteúdo.

Por exemplo, se você quer criar um conteúdo para educar o mercado sobre os benefícios do seu produto, você pode escolher um formato de vídeo, que é mais didático e envolvente, e um canal como o YouTube, que é uma plataforma de vídeos com grande alcance e engajamento.

4. Crie conteúdo relevante e original

A quarta dica é criar conteúdo relevante e original para o seu público. Você precisa saber como criar conteúdo que seja útil, interessante, informativo, divertido, inspirador ou emocionante para as pessoas que você quer atingir.

Você também precisa saber como criar conteúdo que seja único, diferente, criativo, autêntico ou surpreendente para se destacar da concorrência e gerar valor para a sua marca.

Você deve evitar criar conteúdo que seja irrelevante, repetitivo, chato, desatualizado, enganoso ou ofensivo para o seu público.

Por exemplo, se você quer criar um conteúdo para engajar o seu público e gerar confiança na sua marca, você pode criar um conteúdo que mostre os bastidores do seu negócio, as histórias dos seus clientes, os depoimentos dos seus parceiros, os resultados dos seus projetos, etc.

5. Use gatilhos mentais e chamadas para ação

A quinta e última dica é usar gatilhos mentais e chamadas para ação no seu conteúdo. Você precisa saber como usar técnicas de persuasão e influência para levar o seu público a tomar uma decisão ou a realizar uma ação.

Os gatilhos mentais são estímulos que ativam o inconsciente das pessoas e as levam a agir de forma mais rápida e automática. Alguns exemplos de gatilhos mentais são: escassez, urgência, autoridade, prova social, reciprocidade, etc.

As chamadas para ação são frases ou botões que indicam ao público o que ele deve fazer após consumir o seu conteúdo. Alguns exemplos de chamadas para ação são: clique aqui, saiba mais, compre agora, inscreva-se, etc.

Você deve usar os gatilhos mentais e as chamadas para ação de forma estratégica e ética no seu conteúdo, sempre respeitando o interesse e a vontade do seu público.

Por exemplo, se você quer criar um conteúdo para converter o seu público em clientes, você pode usar um gatilho mental de escassez, como “últimas vagas” ou “oferta limitada”, e uma chamada para ação de urgência, como “aproveite agora” ou “não perca tempo”.

Espero que essas dicas te ajudem a criar conteúdo cativante que converte nas redes sociais.

COMO VENDER MAIS PELA INTERNET COM POUCO INVESTIMENTO 

Lucas Menezes

Olá, meu nome é Lucas Menezes do site Under Miusic e eu tenho 33 anos. Sou produtor de conteúdo, publicitário e especializado em produção de conteúdo web. Além deste site eu tenho o canal no YouTube "Under Miusic" com vários vídeos sobre Marketing Musical.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *