Concrete Monkey: Isso Você Nunca Ouviu!

Concrete Monkey

Concrete Monkey

Neste artigo vamos apresentar a banda Concrete Monkey. Que encontrou no caos sonoro o ponto de equilíbrio, e assim criou uma identidade sonora única.

Então vamos direto ao ponto! A banda surgiu em 2013 na cidade de São Paulo. Desde o início, com a proposta de criar uma sonoridade única, ousada e diferente. Tendo como referência o melhor das principais vertentes do rock, entre elas o grunge, rock clássico e até psicodélico.

Talvez já tenha visto esta história antes, mas garanto que este resultado ainda não.

Em todos estes anos de estrada, a banda já marcou presença em diversos festivais de bandas independentes. Além de marcar presença na cena underground paulista, bares, palcos e eventos. Ampliando assim, contatos profissionais e com o público de modo bem direto. Isso explica toda a base de fãs que cresce constantemente.

Sem dúvidas, esta é uma banda que ainda vai fazer barulho por todo o Brasil e fora também.

Concrete Monkey e sua Sofisticada Sonoridade

Pois é, pensei bastante e sofisticado foi o melhor adjetivo que encontrei para classificar a sonoridade do Power Trio. Que, diga-se de passagem, chega a ser difícil de acreditar que são três músicos pelo barulho que os caras fazem.

Certamente as linhas de baixo são muito fortes na sonoridade da banda. Além do som do baixo estar presente em quase todas as introduções, diversos solos e slaps fazem tremer os fones de ouvido.

Também destacamos a guitarra, que transita entre riffs sujos, solos, swingados e dedilhados com arranjos de arrepiar. Ah! E muitas vezes, tudo isso na mesma música e sem perder a conexão.

Já a bateria acompanha com maestria todas estas transições rítmicas. Além de reforçar cada uma delas com uma precisão surpreendente.

Vamos aos responsáveis! Vinícius Rodrigues na bateria, Henrique Stella no baixo e vocal principal. E para completar o trio, Felipe Falci na guitarra AND back vocal.

Mensagem das músicas

concrete-monkey-lucas-menezesA Concrete Monkey, faz parte da cena do rock nacional que opta por compor e cantar em inglês. Este é um dos fatores, que tem ajudado a banda, a conquistarem alguns fãs fora do Brasil, por meio das plataformas de streaming.

Então vamos falar da mensagem das músicas, que vão de “tapa na cara” em algumas e convites para reflexões em outras.

Pois todas as letras são críticas e reflexões de temas bem modernos e atuais. Entre eles ganância por dinheiro, fuga momentânea da realidade e até críticas aos “workaholics”. As mensagens são diretas e retas. Além disso, construídas de forma bem poética e lúdica, fazendo jus à temática da banda.

O mais legal, é que tudo faz parte de um grande contexto, que dá sentido ao álbum High in Blue.

Singles, EP e o mistério do álbum “High In Blue”

A banda Concrete Monkey surgiu em 2013, porém demorou quase um ano até lançarem seu primeiro projeto.

Então em 2014 lançaram o EP intitulado Concrete Monkey Vol.1 onde apresentaram muito bem a proposta sonora da banda. Com isso, conseguiram chamar atenção de algumas mídias especializadas, fazer alguns shows e ingressar na cena underground de São Paulo.

Depois disso, em 2016 lançaram um single “Actors Fine” e um ano depois, em 2017 outro, “Spring in Blood”. De fato, é perceptível a evolução sonora da banda em cada música nova.

concrete-monkey-mistérioJá em 2019 a Concrete Monkey chamou muito a atenção com uma sequência de 3 singles. Todos eles com capas misteriosas e intrigantes, das músicas “Happy Loser”, “Cursed Split” e “High In Blue”.

Mas neste ano de 2020 as capas misteriosas fizeram sentido. As capas eram fragmentos que compõem a capa do álbum lançado este ano, intutulado “High In Blue”.

Sacada genial! E chamou muito a atenção da crítica e mídias especializadas.

Nova fase da banda e desafios de 2020

De fato a banda começou o ano com muitas expectativas. Principalmente com o sucesso do lançamento do primeiro álbum. Porém devido a pandemia, a banda mudou alguns planos, adaptaram outros, mas não parou.

High-In-Blue-Capa

Álbum – High In Blue

A capa do álbum “High In Blue” foi elaborada pelo artista a Marcio Sno, podem acompanhar seu instagram @helloldboy. Na capa, ele utiliza como referencia elementos, detalhes e costumes de algumas tribos africanas.

Além disso, o álbum contem 11 músicas, sendo 4 de transições e 7 faixas completas. Este é um trabalho literalmente todo autoral, pois o disco foi muito bem produzido pela própria banda. Contando com o apoio do engenheiro de som Caio Monfort.

Sem previsão de shows aglomerados naquela vibe que só sentimos no ao vivo, a banda segue ativa nas redes sociais.

Concrete Monkey – Experiência sonora

Amigão, vai fazer uma semana que estou ouvindo todos os dias o som da Concrete Monkey. De fato este som mais “alternativo” até puxado até para um experimental me agrada bastante.

Em alguns momentos ouço as músicas no modo aleatório, já em outros dou play no Concrete Monkey Vol.1 ou no High In Blue e deixo rolar.

Sem dúvida é uma experiência sonora incrível de nostalgia e ao mesmo tempo de descoberta. Pois a banda tem referências sonoras do grunge dos anos 90, passeia pelos anos 80 e até 70. Então você acaba se conectando, quando ouve aquele som que faz parte da sua bagagem.

Porém! Incrivelmente a banda consegue modernizar isso, o que cria aquele sentimento de descoberta.

Considerações finais

A banda Concrete Monkey tem uma qualidade técnica e sonora incrível. Além disso, o Power Trio trabalha muito bem seus conceitos artísticos, identidade visual e sonora.

No momento a banda está crescendo, se posicionando na cena e pouco a pouco conquistando seu público. E mesmo em meio à pandemia, estão super ativos nas redes sociais, produzindo conteúdo e engajando com o seu público.

Fato é que eles lançaram um clipe que já passa de 3800 visualizações no YouTube. Além de centenas de comentários super positivos.

O clipe é da música “Cursed Spit” que é a 6° faixa do álbum High In Blue. Uma coisa muito legal é que clipe traz toda a estética visual do que rolava na extinta Mtv dos anos 2000. Então se lá no inicio dos anos 2000, você passava horas na Mtv vai sacar as referencias estéticas visuais deste clipe.

Amigão! Apresentei aqui a banda Concrete Monkey e agora é com você. Vou deixar a seguir todos os links da banda, para você conhecer e expandir seu repertório com UM CLIQUE.

Para assistir o clipe: CLIQUE AQUI

concrete-monkey

E siga a banda no Spotify

Quer conhecer mais uma banda boa está aqui. Siga nossas redes sociais pra ficar sempre por dentro do melhor da cena underground. Ah! e se tiver uma banda mande o seu, eu quero conhecer.

 

Deixe seu comentário